Palavras Reunidas: Zerando o contador

zerando contador

Prolixando

Ela é tão natural e eu tentando ser diferente,

Acho que o baleiro tem tendências suicida, bipolar, sei lá.

Da janela do meu quarto eu vejo um céu cinza,

 sem nuvens, sem vida.

Eu que já não sei onde estou,

 não quero mais me encontrar,

Acho que perdi o senso de minha direção,

não quero me superar….

 

Ela cantava o mundo, mas nunca desejou este lugar.

Ela vestia roupas soltas, com seus sonhos reprimidos.

Ela queria apenas ser observada,

não queria solução para seus problemas.

Ela ainda procura seu príncipe encantado, mas

não leu os livros de Freud.

 

Eu não posso segurar ninguém, eu não quero estar aqui.

Eu não sei onde isso vai dar, mas confesso que

 não desejo sofrer novamente.

Eu nunca saberia se é amor,

eu odeio viver os problemas dos outros,

Por enquanto não quero melhorar, quero ser algo novo.

 

Mas qual delas vai se importar se eu não ligar?

Quem vai me desejar feliz aniversario?

A felicidade não está do outro lado do oceano,

hoje eu posso ver.

Eu não sei do que eu preciso, eu não preciso saber.

Se a verdade é algo puro e único, que seja então complemento para quem ainda se esconde dentro de si. Eu me livrei de todos os fantasmas do passado e em verdade vos digo que o segredo para não ficar sendo perseguido pelos mesmos é

apenas apagá-los de vez.

Não posso dizer que minha vida até aqui foi apenas incompreensão, amor platônico e solidão.

Eu aprendi muito nos últimos anos, conheci alguém que complementou muito tudo que eu já tinha experimentado até então, seria muita falta de respeito dizer que não tive bons momentos, que tudo não passou de um relacionamento sem futuro. Aprendi muito com esse alguém, jurei que nunca iria deixá-la, mas a nossa vida é tão arquitetada por Deus que chegamos a uma conclusão que cada um devia seguir

o seu caminho, mesmo que isso não tenha sido fácil para ambos.

Por um tempo o meu rumou ao desconhecido e isso chegou a me levar a outro mundo (interprete como quiser), pela primeira vez eu tinha saído de um namoro numa boa, caído na real das falsas esperanças que nunca existiram e me deixado voar para onde o destino quisesse,sem dores e lembranças do passado,

uma vez que a minha geração adora usar isso como arma para se arriscar nas provas que a vida nos coloca. Eu resolvi zerar o meu contador sem sacrifícios ou promessas,tipo aquela básica “eu nunca mais vou me envolver com alguém que não seja…” o importante é realmente recomeçar, partindo do novo.

Acredito que a vida seja feita de fases, depois de um momento divisor de águas na minha vida eu acordei com vontade de furar as orelhas, fazer uma tatoo e todas as outras coisas que me dessem na telha, desde que isso tenha efeito direto apenas na minha vida, ainda não terminei de realizar as vontades guardadas durante toda adolescência mas

aos poucos vou chegar lá.

Conheci alguém que pouco me prometeu e muito me ensinou as poucas vezes que nós saímos, rimos alto, bebemos e dançamos todas as músicas que antes eu recusava dizendo que não sabia dançar, quando na verdade eu queria apenas fazer charme e ficar sentado olhando a todos sem ser notado,

o medo do julgamento nos atrofia.

Joguei as promessas do passado no mar e acordei para uma nova vida, desejo um lugar onde eu não precise olhar pra algo e lembrar que um dia estive ali com alguém mais especial do que aquela que está ao meu lado, eu sou escorpiano de natureza e aquariano de criação, agora quero ser escorpião do jeito que tem que ser, tudo de uma vez, ao mesmo tempo

e por que não agora?

Quero sair a noite e não ter hora pra voltar, quero ficar desempregado e ter dívidas idiotas como a da padaria, quero poder acordar tarde, tomar uma água e voltar a dormir, quero me perder no dia e me encontrar na noite aos braços de alguém, quero brigar com as pessoas vaidosas e depois

cuidar do meu visual.

Eu quero escrever tudo que me vem a cabeça e me aliviar ao ler depois sabendo que nem era tão grave assim.

Eu não vou esperar um ano pra ter certeza se é amor, não quero pensar que posso perder algo amanhã ou daqui a trinta anos, eu quero viver apenas os meus problemas e não oferecer meus ouvidos para as magoas alheias, eu quero ser consolado nos dias tristes, eu quero alguém que me ajude a conquistar o mundo, pelos menos conhece-lo, eu quero ser feliz e

para isso eu já tenho tudo:

Uma vida, alguém e um coração.

Escrevo essas palavras ha muito tempo e sempre ensaio o fim desse texto mas, o tempo sempre me faz acrescentar novas palavras, acredito que escrever sobre sua própria vida é um projeto sem final, mas esse texto tem que ter um fim ,por que eu comecei do zero novamente e isso vai servir para um dia lembrar de como foi uma das minhas vidas.

Desejo sorte, sabedoria espiritual e amor por onde seu caminho seguir, esse sou eu, desejando a descoberta para você.

De fato, aqui minhas palavras chegam ao fim.

FIM

Thiago Oliveira (Maroca)

Fevereiro de 2010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s