Formigas não sabem nadar

Mas boiam. E isso assusta. Muito. Não há nada que segure um formigueiro, já vi de tudo no youtube, todas as receitas possíveis: Fumaça, fumo curtido no álcool, bicarbonato de sódio com vinagre, aliás , vinagre combina com tudo, tem estudo dizendo que vão levar pro espaço com a finalidade de testarem a reconstituição da camada de ozônio, vinagre é o bicho da goiaba e a gente não sabe é de nada.

Mas voltando às formigas, elas me deixam estupefato. De onde menos se imagina, surge um formigueiro: das pequenas, das minúsculas, das que parecem piolho, das grandes, das amarelas, das que parecem tanajuras. Ainda tem aquelas que existem para deixarem sua marca no mundo, as de fogo, mordem e fazem-nos lembrar de músculos ou cantos do corpo esquecidos, até então adormecidos, nada é possível para aliviar a dor que elas causam.

Em casa já tentamos de tudo, colocamos cravo em todos os armários, folhas de louro dentro do microondas e até, acredite, até canela em pau em volta de vela , muito similar a um rito religioso, para qual santo pede o afastamento das formigas? Sei que Francisco de Assis é amigo dos animais mas, formiga e mosquito é um pouco de exagero, você não concorda comigo?

Pois bem, no auge do desejo, pedir carinhosamente a minha amada que fizesse um bolo de calda, fosse o que fosse o sabor, mas que tivesse calda. Na minha preferência seria de café e na preferência dela, de cenoura com chocolate. Como um bom marido e ciente de que não quero despertar a ira para uma terceira guerra dentro de casa, aceito de bom grado o que vier. Assim sobrevive o homem médio da família de classe média brasileira: esquece uma toalha aqui, conserta uma coisa ali e a vida segue como o final da novela na globo, pelo menos as antigas.

Um bolo de sabor maravilhoso, aroma inigualável e quente. Tudo que for comer pela primeira vez, escolha ao menos estar quente. O sábio sempre diz: Enquanto estiver quente, está bom. E as formigas?

O que fazer com essas benditas para que não acabem com a iguaria que desejamos comer no dia seguinte durante o café da manhã? De todas as dicas e mandingas descritas até aqui, elas sobrevivem a todas quando se trata de comida, só não entram na geladeira, nosso segredo é manter tudo lá, até as panelas limpas. Lavamos a casa todo dia, por mais que lavemos, elas sempre aparecem. Mas já era de se esperar que minha amada tivesse alguma ideia genial.

“Formigas não sabem nadar!”

Dito isto com o bolo colocado dentro de uma bacia cheia de água, fazendo da forma, um barco flutuante correndo o risco de afundar.

“Agora temos de comer um pedaço de cada lado para que o bolo não vire.”

Tragédia anunciada! Malditas formigas!

Antes de dormir fui ao cais saber se o navio estava em alto-mar ou ancorado e mesmo no centro da bacia já via algumas no meio da água, não se mexiam mas Deus me livre delas saberem nadar, Em pouco estarão lendo esse texto e….

Camaradas Formigas, uni-vos! A geladeira nos pertence!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s